Editor da Editora Letras & Letras


Reforma ortográfica ainda patina em Portugal

MELINA CARDOSO
colaboração para a Folha Online

Em vigor desde o início do ano passado, a reforma ortográfica está longe de ser realidade em Portugal.

Firmado em 1990 pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), o acordo foi aprovado no Brasil pelo Congresso Nacional, em 1995, e regulamentado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 29 de setembro de 2008, por meio de um decreto.

Para o professor de Língua Portuguesa Douglas Tufano, o Brasil se precipitou ao sair na frente dos demais países com a intenção de pressioná-los a se adaptarem às novas normas. Para ele, o que seria unificação está se tornado reforma unilateral.

 

"A precipitação do Brasil causou certa situação de defesa da língua pátria. Portugal sempre se manifestou como sendo dona da língua e com mais direitos de tomar iniciativa", afirma.

Por aqui, as alterações atingiram aproximadamente 0,5% das palavras. Nos demais países, que adotam a ortografia de Portugal, o percentual de mudança alcança 1,6% do total.

O correspondente da Folha em Portugal João Pereira Coutinho ressalta que a oposição às mudanças ainda é muito grande por lá. Segundo ele, os que são favoráveis às alterações entendem que o acordo é inevitável para a afirmação internacional da língua. Já os contrários afirmam que a grafia portuguesa tem uma identidade própria e deve ser respeitada.

"Qualquer alteração seria uma submissão ao Brasil e à grafia brasileira", diz Coutinho.

 

Assinaturas

Entre os países da CPLP, Brasil, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe já ratificaram o acordo. Ainda não definiram quando irão ratificar o documento Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Timor-Leste.

A assinatura desses países, porém, não impede a entrada em vigor das novas regras em todos os países, pois todos concordaram que as mudanças poderiam ser adotadas com a assinatura de pelo menos três integrantes da comunidade.



Escrito por Carlos José Linardi às 14h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Governo importa método cubano de alfabetização

ANGELA PINHO
da Folha de S.Paulo, em Brasília

Após anos de resultados tímidos no combate ao analfabetismo, o governo Lula resolveu importar de Cuba uma tentativa de atacar o problema. Há dois meses, o governo federal utiliza um método importado da ilha caribenha para ensinar pescadores a ler e escrever.

O programa --chamado Sim, eu posso, ou Yo, sí puedo, no original-- promete alfabetizar uma pessoa após 65 aulas em vídeo, um tempo recorde para cursos do tipo, que costumam durar de seis a oito meses.

Para implantar o método, técnicos cubanos foram enviados aos cinco Estados onde o projeto está sendo implementado pelo Ministério da Pesca e Aquicultura.

O governo de Raúl Castro cedeu os filmes e enviou os consultores. O Brasil paga as despesas deles no país.

Para Maria Luiza Gonçalves Ramos, que coordena o programa, a principal vantagem do Sim, eu posso é que ele se adequa ao tempo dos pescadores: como eles passam longos períodos no mar ou no rio, tendem a abandonar cursos de alfabetização mais extensos.

Já o Sim, eu posso pode ser encaixado no período de defeso, em que a pesca é proibida e que dura em média três meses. Depois, são feitos "círculos de cultura", com objetivo de consolidar o aprendizado.

Trazido ao Brasil em 2005, em um projeto-piloto do Ministério da Educação no Piauí que acabou não tendo seguimento, o Sim, eu posso também é utilizado pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e será aplicado neste ano em Fortaleza e João Pessoa.

Vantagens

Para a coordenadora de educação do movimento, Maria Cristina Vargas, uma das principais vantagens do método é que ele possibilita que lugares com pouca estrutura, ou com educadores menos qualificados, tenham acesso às mesmas condições de locais mais favorecidos, uma vez que a aula acontece pelo vídeo.

Por outro lado, críticos apontam que o método não vai muito além da decodificação do alfabeto. Antonio Ferreira Sobrinho, professor da UFPI (Universidade Federal do Piauí) que acompanhou o projeto-piloto no Piauí, avalia que o método tira o aluno do estágio mais primário do analfabetismo, mas, diferentemente de outros programas, não enfatiza leitura e interpretação de textos. Esse, segundo ele, foi um dos motivos para o projeto não continuar no Estado --além do custo de aparelhos de TV e DVD.

Timothy Ireland, especialista em educação da Unesco (ligada à ONU) e à frente do departamento de Educação de Jovens e Adultos do MEC na época, também diz que não adianta os alunos aprenderem rápido com o Sim, eu posso se não continuarem estudando depois -com o tempo, esquecem o que aprenderam.

De acordo com ele, a avaliação da aplicação do método no Piauí indicou que a eficácia da iniciativa estava mais ligada ao fato de os alfabetizadores terem tido treinamento prévio e acompanhamento ao longo do programa do que ao método em si. Cerca de 80% dos que participaram dos cursos foram considerados alfabetizados.

Embora venha ganhando espaço no país nos últimos anos, o Sim, eu posso é ainda minoritário entre os métodos de alfabetização usados no Brasil e tem uma abrangência pequena.



Escrito por Carlos José Linardi às 11h17
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  21/02/2016 a 27/02/2016
  13/12/2015 a 19/12/2015
  08/11/2015 a 14/11/2015
  16/08/2015 a 22/08/2015
  19/07/2015 a 25/07/2015
  28/06/2015 a 04/07/2015
  07/06/2015 a 13/06/2015
  22/02/2015 a 28/02/2015
  14/12/2014 a 20/12/2014
  23/11/2014 a 29/11/2014
  26/10/2014 a 01/11/2014
  05/10/2014 a 11/10/2014
  17/08/2014 a 23/08/2014
  29/06/2014 a 05/07/2014
  23/03/2014 a 29/03/2014
  26/01/2014 a 01/02/2014
  08/12/2013 a 14/12/2013
  27/10/2013 a 02/11/2013
  29/09/2013 a 05/10/2013
  04/08/2013 a 10/08/2013
  16/06/2013 a 22/06/2013
  28/04/2013 a 04/05/2013
  03/03/2013 a 09/03/2013
  03/02/2013 a 09/02/2013
  20/01/2013 a 26/01/2013
  16/12/2012 a 22/12/2012
  18/11/2012 a 24/11/2012
  14/10/2012 a 20/10/2012
  30/09/2012 a 06/10/2012
  23/09/2012 a 29/09/2012
  02/09/2012 a 08/09/2012
  19/08/2012 a 25/08/2012
  05/08/2012 a 11/08/2012
  29/07/2012 a 04/08/2012
  15/07/2012 a 21/07/2012
  24/06/2012 a 30/06/2012
  27/05/2012 a 02/06/2012
  22/04/2012 a 28/04/2012
  08/04/2012 a 14/04/2012
  01/04/2012 a 07/04/2012
  18/03/2012 a 24/03/2012
  11/03/2012 a 17/03/2012
  04/03/2012 a 10/03/2012
  19/02/2012 a 25/02/2012
  15/01/2012 a 21/01/2012
  08/01/2012 a 14/01/2012
  11/12/2011 a 17/12/2011
  04/12/2011 a 10/12/2011
  20/11/2011 a 26/11/2011
  06/11/2011 a 12/11/2011
  23/10/2011 a 29/10/2011
  16/10/2011 a 22/10/2011
  09/10/2011 a 15/10/2011
  25/09/2011 a 01/10/2011
  11/09/2011 a 17/09/2011
  28/08/2011 a 03/09/2011
  21/08/2011 a 27/08/2011
  14/08/2011 a 20/08/2011
  31/07/2011 a 06/08/2011
  24/07/2011 a 30/07/2011
  10/07/2011 a 16/07/2011
  26/06/2011 a 02/07/2011
  19/06/2011 a 25/06/2011
  12/06/2011 a 18/06/2011
  05/06/2011 a 11/06/2011
  22/05/2011 a 28/05/2011
  15/05/2011 a 21/05/2011
  24/04/2011 a 30/04/2011
  10/04/2011 a 16/04/2011
  03/04/2011 a 09/04/2011
  27/03/2011 a 02/04/2011
  13/03/2011 a 19/03/2011
  06/03/2011 a 12/03/2011
  20/02/2011 a 26/02/2011
  13/02/2011 a 19/02/2011
  06/02/2011 a 12/02/2011
  30/01/2011 a 05/02/2011
  09/01/2011 a 15/01/2011
  12/12/2010 a 18/12/2010
  05/12/2010 a 11/12/2010
  21/11/2010 a 27/11/2010
  07/11/2010 a 13/11/2010
  24/10/2010 a 30/10/2010
  17/10/2010 a 23/10/2010
  03/10/2010 a 09/10/2010
  19/09/2010 a 25/09/2010
  12/09/2010 a 18/09/2010
  29/08/2010 a 04/09/2010
  22/08/2010 a 28/08/2010
  08/08/2010 a 14/08/2010
  01/08/2010 a 07/08/2010
  25/07/2010 a 31/07/2010
  18/07/2010 a 24/07/2010
  11/07/2010 a 17/07/2010
  04/07/2010 a 10/07/2010
  27/06/2010 a 03/07/2010
  20/06/2010 a 26/06/2010
  06/06/2010 a 12/06/2010
  30/05/2010 a 05/06/2010
  23/05/2010 a 29/05/2010
  16/05/2010 a 22/05/2010
  02/05/2010 a 08/05/2010
  25/04/2010 a 01/05/2010
  18/04/2010 a 24/04/2010
  11/04/2010 a 17/04/2010
  28/03/2010 a 03/04/2010
  21/03/2010 a 27/03/2010
  14/03/2010 a 20/03/2010
  07/03/2010 a 13/03/2010
  28/02/2010 a 06/03/2010
  21/02/2010 a 27/02/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  24/01/2010 a 30/01/2010
  13/12/2009 a 19/12/2009
  29/11/2009 a 05/12/2009
  15/11/2009 a 21/11/2009
  08/11/2009 a 14/11/2009
  01/11/2009 a 07/11/2009
  25/10/2009 a 31/10/2009
  18/10/2009 a 24/10/2009
  11/10/2009 a 17/10/2009
  27/09/2009 a 03/10/2009
  20/09/2009 a 26/09/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  06/09/2009 a 12/09/2009
  23/08/2009 a 29/08/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  02/08/2009 a 08/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  14/06/2009 a 20/06/2009
  07/06/2009 a 13/06/2009
  31/05/2009 a 06/06/2009
  24/05/2009 a 30/05/2009
  17/05/2009 a 23/05/2009
  10/05/2009 a 16/05/2009
  03/05/2009 a 09/05/2009
  26/04/2009 a 02/05/2009
  19/04/2009 a 25/04/2009
  12/04/2009 a 18/04/2009
  05/04/2009 a 11/04/2009
  29/03/2009 a 04/04/2009
  22/03/2009 a 28/03/2009
  15/03/2009 a 21/03/2009
  22/02/2009 a 28/02/2009
  08/02/2009 a 14/02/2009
  01/02/2009 a 07/02/2009
  18/01/2009 a 24/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  04/01/2009 a 10/01/2009
  14/12/2008 a 20/12/2008
  07/12/2008 a 13/12/2008
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  09/11/2008 a 15/11/2008
  19/10/2008 a 25/10/2008
  12/10/2008 a 18/10/2008
  28/09/2008 a 04/10/2008
  21/09/2008 a 27/09/2008
  14/09/2008 a 20/09/2008
  07/09/2008 a 13/09/2008
  31/08/2008 a 06/09/2008
  24/08/2008 a 30/08/2008
  10/08/2008 a 16/08/2008
  03/08/2008 a 09/08/2008
  27/07/2008 a 02/08/2008
  20/07/2008 a 26/07/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  08/06/2008 a 14/06/2008
  01/06/2008 a 07/06/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  11/05/2008 a 17/05/2008
  04/05/2008 a 10/05/2008
  27/04/2008 a 03/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  18/12/2005 a 24/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog